segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Opinião dos outros

É a voz interior que me diz
o quanto a opinião dos outros
não é válida
porque valida este amor exagerado aos próprios interesses.
mas o coração, este órgão que funciona para a vida,
pressente o meu desejo sincero.
Sabe o que realmente quero!
ponto (.)


A aglomeração pensa em pluralidade,
decide exclusivamente para si.
Eu???
insisto em ouvir este batimento cardíaco que me carrega
enquanto houver:
-deixa-me ser!